segunda-feira, setembro 19, 2005

Ensaios com Aplaviroc parados em Portugal



Acerca dos problemas hepatotóxicos que ocorreram com o anti-CCR5 da Glaxo, a companhia confirmou-nos que todos os doentes que estavam incluídos nos 2 estudos em Portugal foram contactados e vão mudar de esquema terapêutico.

Em Portugal, 18 pessoas estavam incluídas nestes estudos que decorreram nos hospitais de Coimbra, Cascais, Desterro, Capuchos e São João no Porto. Oito estavam a fazer placebo e 10 estavam a tomar Aplaviroc.


Comments:
Não tenho a certeza se é este ensaio mas sei que existe um ensaio a decorrer no Hospital Stª Maria que tambem tem a ver com esta molecula CCR5 e de que o ensaio está a ter maus resultados bem como outros ensaios que poçam estar a correr neste Hospital não tão a dar os resultados esperados mas que existem ensaios existem
 
O Aplaviroc não estava no Santa Maria mas eles têm ensaios a decorrer como o CCR5 da Schering, o Vicriviroc (estes nomes, francamente...), o ex-SCH690. Não temos notícias sobre problemas com esta molécula ou com estes estudos mas pediremos mais informação à Schering.

Muito provavelmente a Schering dirá que desconhece problemas com o estudo porque se trata de estudos blindados em que ningúem, nem o médico, nem o participante, nem a farmacêutica, sabe quem está a tomar o placebo ou quem a molécula em investigação.

Só se houver reais problemas com um estudo um grupo de peritos, independente da farmacêutica, que tem acesso a todos os dados, pode decidir parar o estudo, como foi o caso aqui com o aplaviroc.

Não se esqueça que cerca de metade dos participantes num estudo pode receber um placebo, por isso, não sei de onde vem esta informação que o ensaio estaria a ter maus resultados. Nem os médicos sabem quem está a tomar o quê... Por isso, cuidado com os rumores.

Felizmente temos cada vez mais ensaios clínicos em Portugal, e o GAT tem-se batido muito para tal nos últimos anos, porque só assim quem esgotou todas as opções poderá ter um acesso mais célere às novas moléculas em investigação.
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Enter your email address below to subscribe to Blog do GAT!


powered by Bloglet